Pages Navigation Menu

Projeto Dorothy: Cluster de logística urbana

O projeto europeu “Dorothy – Desenvolvimento de Clusters Regionais para a Investigação e Implantação de Sistemas de Logística Urbana Amigas do Ambiente” é uma iniciativa que teve início este mês e envolve quatro regiões europeias: Toscânia (Itália), Lisboa e Vale do Tejo (Portugal), Valência (Espanha) e Oltenia (Roménia).

Em Portugal há vários parceiros do “Dorothy” entre os quais a Ageneal – Agência de Energia e Ambiente de Almada, a CCDR-LVT – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, Perform e o Instituto Superior Técnico. Também fazem parte deste protocolo as autarquias de Lisboa, Almada, Sintra, Odivelas, Santarém, Torres Vedras; empresas de transporte como os CTT, Paulo Duarte, Luís Simões, Rangel, Torrestir, Adicional, Transporta, Transportes Álvaro Figueiredo; e entidades como a TIS, GMV, Saer, Trenmo, VTM, DECO, APVGN, entre outros.

A cooperação entre empresas, universidades e entidades públicas é, segundo a organização, um indutor da inovação e do desenvolvimento tecnológico que pretende obter uma base de conhecimento comum entre os atores de diversas regiões da União Europeia que podem contribuir para o desenvolvimento de soluções inovadoras de logística urbana.

No início dos trabalhos foram discutidas 5 iniciativas: Soluções ITS aplicadas à Logística Urbana (Novos modelos de negócio e otimização de processos dos operadores), Planeamento, harmonização e regulamentação da logística no espaço público urbano, Eco- Zonas e Logística Urbana (por exemplo, soluções de navegação inteligente ou gestão do espaço mediante detetores de lugares de carga), soluções de consolidação logística em cidades (por exemplo, pontos de recolha associados ao sector turístico), e Micro logística urbana (por exemplo, cargo bikes, triciclos e scooters).

 

http://www.clusterdorothy.com/